Fadiga na primavera: Como combater a queda de cabelo sazonal? Os melhores remédios

Cabelo por Clara Gusmão

Depois de nos despedirmos dos gorros e da aura gelada do inverno, todas nós ansiamos a chegada da primavera. Infelizmente, o início costuma ser complicado. Sentimo-nos constantemente sonolentas, irritadas e cansadas, e a queda de cabelo sazonal é um problema sério. Os punhados de cabelos que ficam na escova de cabelo e no ralo da banheira podem ser assustadores mas há sempre formas de lidar com o problema. Quando notarem a queda excessiva de cabelo, estejam atentas – o vosso cabelo precisa de um cuidado intensificado. Como resolver o problema? Continuem a ler o artigo.

Em que consiste a fadiga da primavera?

A fadiga na primavera é também conhecida como a letargia da primavera. Está associada às alterações que acontecem no nosso corpo, deixando-nos mais fracos e cansados. No final do inverno, acordamos e o metabolismo muda, o corpo necessita de mais vitaminas e gasta mais energia. É por isso que, se não consumirmos vitaminas e nutrientes suficientes (por outras palavras – permanecemos na “fase de inverno), andamos sonolentos e exaustos – as reservas de vitaminas e energia esgotam e não conseguimos dar resposta aos requisitos da primavera.

No inverno, normalmente temos carência de vitaminas, sol e atividade física. É por isso que experienciamos um choque desagradável com a chegada da primavera. As mudanças mais comuns estão associadas a:

  • fadiga corporal (visível também no exterior: rosto amarelado, unhas quebradiças, queda de cabelo);
  • sonolência;
  • dores de cabeça regulares e dores musculares;
  • reflexos mais lentos;
  • problemas de concentração e insónias;
  • irritação e stress;
  • cãibras dolorosas (deficiência de magnésio);
  • sensação súbita de fadiga (deficiência de ferro).

Por que é que o cabelo cai excessivamente durante a primavera?

O cabelo reage a cada mudança – quer seja um champô novo, a mudança de ambiente ou as alterações hormonais que ocorrem no início da nova estação. Tudo tem o seu impacto no cabelo.

É importante lembrar que, após o inverno, o corpo tende a ficar mais fraco e letárgico e o metabolismo fica mais lento. O metabolismo tem de acelerar um pouco na primavera – se não tivermos as reservas de nutrientes necessárias ou estiverem em quantidade insuficiente, o corpo concentra-se primeiro em suportar os processos biológicos mais importantes. É por isso que o cabelo, as unhas e a pele acabam por ser negligenciadas e ficar em segundo plano.

Quantos cabelos devem cair por dia?

Se já notaram uma queda excessiva de cabelo no início da primavera, então devem saber que chegam a cair de 100 cabelos todos os dias. É um processo perfeitamente normal associado ao ciclo de vida do cabelo, bem como ao início da primavera (e às mudanças hormonais).

Como impedir a queda de cabelo sazonal – as melhores maneiras

1. Tempo para relaxar

A energia é totalmente consumida. Deem algum tempo ao corpo para regenerar, tentem relaxar e descansar, especialmente se levarem uma vida agitada e ativa. Tentem arranjar pelo menos um momento por dia para descontrair. Este tipo de descanso traduze-se num aumento da energia para o dia seguinte.

2. Dieta

O corpo precisa de uma nova energia após o inverno. É fundamental ter a quantidade certa de vitaminas e minerais. Naturalmente, não é boa ideia basear-se na toma de suplementos que prometem maravilhas. No entanto, se optarem por estes produtos, é importante saber que o óleo de peixe e as algas são os únicos suplementos que vale a pena tomar. Tentem obter outras vitaminas através dos alimentos.

Enriqueçam a vossa dieta com vegetais e cocktails de frutas. Um batido pode oferecer mais benefícios do que um suplemento em forma de comprimido repleto de ingredientes artificiais.

3. Hidratação

Deve-se beber cerca de 2,5 litros de água mineral por dia – sem exceções. Infelizmente, é mais fácil dizer do que fazer, especialmente para os amantes de café. Se notam que a pele está rígida e o cabelo extremamente seco, hidratem-se. Hidratem o corpo todos os dias para terem um cabelo mais forte e um rosto mais suave e radiante.

4. Tratamento com óleos capilares

Os óleos naturais estão repletos de ácidos gordos inestimáveis, vitaminas essenciais para o cabelo, e fitoesteróis e flavonóides que rejuvenescem e combatem os radicais livres. Os óleos são aplicados no comprimento do cabelo e no couro cabeludo, de modo a que os bulbos fiquem nutridos e fortalecidos, enquanto o couro cabeludo se mantém saudável e sem problemas.

Os óleos naturais devem ser extraídos a frio e não devem ser refinados. Reparam os danos nas estruturas capilares internas, selam as cutículas para uma maior suavidade, protegem contra os danos e impedem a queda de cabelo. Se realizarem um tratamento com óleo uma vez por semana, verão que o cabelo fica totalmente renovado. Quando a primavera se instalar, irão impressionar todas as pessoas com o vosso cabelo brilhante, saudável e forte.

5. Ervas, produtos de limpeza capilar e tratamentos para o couro cabeludo

Um complemento excelente ao tratamento capilar com óleo. As ervas, os produtos de limpeza e as loções para couro cabeludo são uma grande vantagem – são uma vantagem para o couro cabeludo e fundamentais para a saúde e estado do cabelo. Não poderão impedir a queda de cabelo sem este tipo de tratamentos. Façam a vossa escolha de acordo com o vosso tipo de cabelo e as vossas necessidades ou optem por um condicionador universal de urtiga e cavalinha, que devem esfregar no couro cabeludo e no comprimento do cabelo após cada lavagem.

Boa sorte!

About the Author
Clara Gusmão

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *